fotos de arquivo

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Convite - lançamento na livraria 7Letras

                     

                                                      Queridos amigos e leitores
                                                                       
                                                   Com muito entusiasmo comunico o lançamento dos livros:
                                                   Assis de Francisco
                                                   Francisco de Assis

                                                  e, o pequenino, Movimentos


End. Galeria Vitrine de Ipanema, n. 580 s-320 na rua Viscd. de Pirajá.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

poema inédito

Adiante,
levarei mais tempo a olhar para ti e
abençoarei estes dias inesquecíveis
quando ouvimos música e dançamos
ao som dos discos raros:
good morning starshine “
...

Levarei comigo os domingos;
estes em que lemos juntos
e dormimos e sonhamos...
Levarei quem sabe até mesmo a memória
do jornal no qual rimos
de bobagens em branco e preto
comentando entre os dedos o gosto
com as charges que flecham
os habitantes que se sentem
 em planAlto.

Antes,
com as portas e gavetas mais abertas
não entendíamos bem onde estávamos.
Há sempre um muro a cobrir a visão
mais juvenil. Embora as chuvas persistissem
o céu azul não esmorecia os desejos
mais guardados. Estávamos diante da brisa
que encobria e não escondia a praia.
A areia marcou nossos pés e os protegeu
molhando-os mansamente de iodo e sal.


Rio, 14 de setembro de 2017


sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Livro novo em breve

Assis, 2016.

                                          Assis de Francisco caminha para a gráfica. Viva!

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Envelhecer

Envelhecer
(poema novo)

Envelhecemos e
assim como as flores miúdas dos riachos
aguardamos o sol do dia seguinte?
Brilha a lareira-memória fragmentos
onde se misturam retratos tons de sépia na estante.

Envelhecemos e
no repente da vida
violas sopram azuis e tons de lilás
nas sobras dos céus em dias de chuva
que colaboram com a velhice.

Assustados. Ensimesmados.
Entusiasmados também.
Às vezes encurralados
acordamos no dia que mostra o mundo
pleno de manchetes ensanguentadas.


Repito um poema escrito em 2013.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Primavera "armada" no Rio

Estamos diante de uma cena inacreditável.
Somando ao momento já dramático vivido pelo país, a nossa cidade maravilhosa
hoje respira o  ponto culminante de um descaso de décadas.
Infelizmente, as armas de guerra se tornaram necessárias!
O Rock in Rio perde seu glamour em função do inédito de uma ação das Forças Armadas.

"O Haiti é aqui"!