domingo, 17 de janeiro de 2010

Cartas inéditas de Freud

Sigmund Freud
“Notre coeur tend vers le sud”
Correspondência de viagem, 1895-1923

Traduzido do alemão por Jean-Claude Capèle
Prefácio de Elizabeth Roudinesco
Fayard, 2005





13 de setembro de 1910
Cartão postal de Alcamo-Calatafimi endereçado à Martha Freud



Alcamo-Calatafimi
13 setb. 10.6 h



Estação na qual chegamos por engano muito cedo e esperamos o trem de Castelvetrano onde passaremos a noite; amanhã, permaneceremos em Selinunte e retornaremos a Palermo à tarde.
Aqui, é a Sicília mais antiga, com localidades que não têm mais nomes árabes, tudo é sisudo e sujo, mas o café estava muito bom. O templo de Segesta , ao qual nós retornamos, foi um espetáculo magnífico nesta terra isolada e perdida. Para isso valia certamente a pena fazer 2 horas e meia de trajeto, e o mesmo tanto para a volta, em uma abominável carruagem . Os outros templos não serão certamente tão cansativos. Uma outra carta parte ao mesmo tempo de Wittebrug.

Sentimentos afet.
Papa




22.9.13

Queridos filhos
Fomos a Tivoli hoje, obrigado pela charmosa carta de vocês. Sua tia é muito gentil, o tempo esplêndido.
Sentimentos, Papa



Roma, 16.9.23

Meus muito queridos,

São os últimos dias. Para facilitar a partida, o sirocco começou a soprar e as reações de minha mandíbula me fazem sofrer mais do que nunca. Anna está muito alegre, ela até tentou uma opereta. Teirich escreve que o processo contra Ernst H aconteceu no dia 19 . Espero que vocês todos estejam bem.

Afetuosamente,
Papa




Tradução: Solange Rebuzzi

Nenhum comentário:

Postar um comentário