Somos a favor do porte de livros!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Dados biográficos

René Char nasceu sete anos antes da Primeira Guerra Mundial, e morreu um pouco antes da queda do muro de Berlim. Dizem que teve uma juventude agitada e se uniu ao grupo dos surrealistas em 1929. Ficou amigo de Paul Éluard e Picasso mas se afastou do surrealismo aos poucos. Foi poeta, ensaista e crítico de arte. Em 1941 entrou na clandestinidade, e se ligou a Resistência armada da França depois de ter lutado na Alsácia. Participou da Resistência quando a maior parte das pessoas se abatia. Acreditava-se invencível:

"Ah! eu te peço que acredite que os que ficam sob os meus cuidados não estão ameaçados (paraquedistas e espiões) e estarão menos ainda nos próximos dias." (P.25 de René Char)

Ele lutou como um leão, e com a "Liberação" renunciou a uma vida política. Publicou: Seuls demeurent (1945) e Le Poème pulvérisé (1947). Tornou-se amigo de Albert Camus, George Braque, e Nicolas de Staël. Sua obra foi traduzida em mais de trinta línguas. Acreditava que o poema era uma obra imortal que  "passaria à posteridade".
Em 1978 deixou Paris e foi viver próximo a Isle-sur-la Sorgue onde morreu em 1988.

Nenhum comentário:

Postar um comentário