Somos a favor do porte de livros!
Somos a favor da economia verde!
E vamos dar voz aos nossos índios!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

De encomenda

Encomendei    a   José
                                           nuvens
(aos amigos esclareço
o diálogo não foi bem assim) 

Peço em seguida ao Tempo:
pare de correr
As nuvens padecem das horas

O Cristo vestido
em algodão
                          branco
No prédio espelhos
nuvens fazem buracos
roxos    cinzas
E o Dois Irmãos
na penumbra da
tarde encobre
meus dedos firmes
no verso livre da ri-
ma perfeita ?
Fabrico nuvens
gordas    doces
e assim penso
seguir...
                tranquila(mente)

As nuvens padecem das horas
Nas alturas    nos abismos
sobre as rochas carnudas
de veludos verdes
cachos alvos
tufos pálidos
        riscos    traços
passos

Encomendei    encomendei
n u v e n s
no final de janeiro de 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário