fotos de arquivo

terça-feira, 9 de julho de 2013

Signes: a dança das cores e dos sinais no Opera Bastille

O movimento em dança.
Os sete quadros de Olivier Debre - sem intervalo -  surgem misturados aos corpos que evocam sensações e lembranças. Cores em dança na coreografia de Carolyn Carlson. A musica de Rene Aubry inesperada e fluida carrega a coreografia dos corpos-cores.
A primeira revelação e o sorriso segundo o artista da pintura. Cito-o
A primeira escrita e a revelação de si mesmo.
Começando pelo sorriso, termina-se com os movimentos automáticos dos robôs.
As cores, que tanto podem estar imóveis como em ritmos, traduzem a nossa realidade fora do tempo mais conhecido.
Maravilhoso! Imperdível!
O teatro lotado em mil aplausos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário