sábado, 2 de abril de 2016

Suaves notícias em meio ao caos


Os dias chegam quentes ainda. Mas o ar de outono nos abraça, suavemente, com as novidades da área cultural e científica divulgadas esta semana. Afirmo que todos ganhamos com um incentivo vindo da parte de homens dedicados em fazer valer o que, de fato, vale a pena na vida, ou seja, investir na nossa cultura, na nossa cidade dando um impulso inesperado e precioso para os pesquisadores, homens dedicados em fazer avançar o pensamento.
E aos leitores de literatura e aos escritores que terão seus livros divulgados em mais um espaço literário, ainda esclareço, para os não cariocas, que a histórica e bela livraria Leonardo da Vinci não vai desaparecer. Foi comprada por um homem que merece bem a dedicação para a qual se empenha como livreiro.
Sem citar nomes, mas dando lugar ao gesto afirmo que a alegria é grande ao receber essas duas notícias. Em relação ao primeiro fato citado, recebemos como um presente a notícia da Família que vai investir em pesquisa nas ciências e na matemática.
Faz tempo que comento com os amigos mais íntimos, que merecemos receber os “dons” dos homens ricos, dos jogadores de futebol milionários e das famílias poderosas de nossa cidade. Em outros países do mundo isso se dá naturalmente. Se existissem mais doadores sérios, voltados para a educação e a saúde de nossa população, talvez nos sentíssemos menos sufocados pelos atos dos políticos insanos de nosso tempo que imperam nas manchetes diárias salgadas de fatos assustadores.
Insuportável verão!
Pedimos luz! A suavidade da luz do outono
(com muitas nuances...)!


Rio de Janeiro, 2 de abril de 2016.


Nenhum comentário:

Postar um comentário