Somos a favor do porte de livros!
Somos a favor da economia verde!
E vamos dar voz aos nossos índios!

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Ignorados

Nas cenas do mar
botes infláveis
homens, mulheres. bebês:
corpos embolados e contorcidos
aguardam a travessia no vento
mirando o horizonte
nuvens cinzas
luz suave
atravessam os corpos
cansados de tudo
nas telas planas
o quadro sem cor
as boias cor de laranja
movimentos curtos
olhos parados
a voz sem ruído
alguns corpos sem nome
no mar acenos
transparentes e vazios



Rio, 30.10.2019

sábado, 26 de outubro de 2019

Relembro Maurice Blanchot

Fragmento de texto traduzido por mim, e publicado em Belém do Pará por ocasião do Colóquio Blanchot!


http://coloquioblanchot.blogspot.com/2013/02/o-instante-de-minha-morte-maurice.html

X Seminário do Grupo de Pesquisa "O passado no presente: releituras da modernidade" - 2019


                                          Maria Elizabeth Chaves de Mello, profa da UFF e
                                          coordenadora do evento
                                          e Jacqueline Penjon, profa. da Sorbonne - Paris 3
                                          na Abertura dos trabalhos desta manhã, 25.10.2019


Jacqueline apresentando seu trabalho 
de pesquisa "Machado de Assis: um
século de traduções francesas"

Enrique Mayer lendo El cuaderno de mi Papá
                                         Mesa redonda: O processo da criação em questão
                                         Coordenação de Maria Ruth Machado Fellows
                                         com os trabalhos de Enrique Mayer, prof de Yale
                                         e Solange Rebuzzi, escritora e psicanalista


                                               

domingo, 20 de outubro de 2019

Rio 20.10.2019

Notícias de longe e de perto

1. Em distintos países do mundo, agora, "a Rua" enfrenta os Governos
   (no Chile, em Hong Kong e na Espanha)!
  Os tempos de hoje exigem dos jovens, dos homens e das mulheres uma
  posição ativa frente às decisões governamentais.

2. Sarcófagos de 3000 mil anos atrás são descobertos no Egito. Uma maravilha!
   Mergulhados na areia, durante todos estes anos, guardam uma parte da história
  dos homens.

3. Champignons gigantes nascem na Suiça, mas não podem ser comidos tranquilamente,
   pois, agora, também estão com pesticidas. Voilà! Melhor deixá-los na natureza.

4. Por aqui, no Brasil, as areias e os mares de algumas regiões do nordeste estão cobertos
   de petróleo bruto de forma inimaginável. Às vésperas do verão, assistimos aturdidos à
   poluição de nossos mares (e à inoperância de nosso governo!) 

sábado, 19 de outubro de 2019

Hoje na PUC-Rio




                                                             


A Puc é a mesma! A Puc não é mais a mesma! 
O riacho está limpo e corre tranquilo. O espaço 
do estacionamento é parente do edifício Menezes 
Cortez; as árvores ao redor estão reduzidas, e a obra 
do "dito metrô da Gávea" ficou pelo meio, no meio do 
caminho. Mas, há no Solar de Montigny, dentro das 
comemorações dos 40 anos do Projeto Portinari,  
uma exposição que nos presenteia com cartas: 
"Uma carta aos brasileiros." Vale a visita!

PS: o Puc Urgente (14 a 20 de outubro de 2019)
está cheio de boas e importantes notícias!

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Salvador, Bahia






                                                      Fotos feitas em Salvador durante
                                                      um Congresso Internacional de Psicanálise, 2010

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Apreço às árvores, sempre!

                                                        Jardim Botânico do Rio de Janeiro
                                                       Memorial em Buenos Aires, Argentina
                                                          Cadaqués, Espanha
                                                        Parc Montsouris em Paris, França
                                                 Praia do Flamengo, Rio de Janeiro

domingo, 6 de outubro de 2019

O passado no presente: releituras da modernidade


                                                       Convido amigos e leitores!

Domenica, 06 ottobre 2019

Sonhei,
e falava em uma língua diversa da minha: um misto de latim e italiano.
O tempo também diverso corria mais lento. Conversávamos e nos entendíamos,
naturalmente. Não havia nenhum aparelho eletrônico por perto. Os sons que sopravam
ao nosso redor soavam ao vento na manhã que se descortinava. Apenas mais um dia de sol.

Ontem,
pela manhã, fotografamos um par de sapatos de couro preto abandonado
na rua Dias Ferreira no Leblon. Possivelmente, um resto de Rock in Rio. Os
tempos distintos assombram os sonhos. Ruídos na madrugada. Jovens viajam
na noite de eventos que força na música ruídos alienantes. Só mais uma noite.




sexta-feira, 4 de outubro de 2019