Somos a favor do porte de livros!
Somos a favor da economia verde!
E vamos dar voz aos nossos índios!

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Rio 'en direct'




 
Rio en direct
31.12.2019
O sol arde na pele. Turistas gaúchos e mineiros tagarelam.
Riem à toa. A praia respira de tudo (até o bafo da maconha!)
Na Av. Ataulfo de Paiva dois grandes caminhões da Ambev
desovam bebidas à vontade. Os tempos se mesclam: a pressa 
de ontem e a lentidão do dia. Jovens ao celular conversam por 
vídeo. O guardador de automóveis comenta que, hoje, deve 
estar acontecendo "um esquemazinho", porque os caminhões 
param em qualquer lugar. Dois turistas brancos brilham 
ao sol assustados.  
Caminhamos...

domingo, 29 de dezembro de 2019

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Poema


Espírito Santo, 26 de dezembro de 2003


José

A casa não é mais a mesma
– o cheiro da casa
mudou

Qualquer lugar guarda notícias
de outros dias

É sempre o sol entrando nas janelas de vidro alto
(O que se pode ver à luz do sol é sempre menos interessante do que o que se passa por
 detrás de uma vidraça
)

Pelos meus dedos
a energia de escrever
as palavras na carta

ligeiras ligeiras

o silêncio faz sombra por perto:
um vazio destendido

Lá fora o poste
sustenta
alguma
l
u
z



25 de dezembro de 2019

Na manhã de 25 de dezembro o bairro estava vazio. Na rua Dias Ferreira não havia ninguém. Somente o restaurante La Mole dava o ar da graça. Abria as portas com vagar. Caminhamos livres. As sombras das árvores nos acariciavam. Vitrines coloridas exibiam seus décors atrás dos vidros. De repente, um jovem morador de rua mais livre que nós surgiu no horizonte próximo.
Andava tranquilo brincando na patinete motorizada sem motor. Mostrava sua destreza.
Com um pé no chão empurrava o aparelho. O corpo em pequeno declínio seguia o movimento.
À vontade circulou até onde queria chegar, e desceu estacionando o veículo ao lado de trapos no chão. Antes disso, passou bem perto de dois policias que estavam fixados nas imagens do celular.

Olhamos a cena silenciosos. 
O jovem maltrapilho brincava na manhã natalina do bairro do Leblon,
enquanto as residências dormiam o sono dos "justos"? 

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

sábado, 21 de dezembro de 2019

Guarapari - Esp.Santo 2017






                                         Praias distintas em fotos minhas ou do Zé Eduardo
                                         em dezembro de 2017
                                       
                                        *

                                          horizonte longe
                                          mar limpo esperança azul
                                          acalma pássaros  

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Nota do dia

Ter um presidente como o nosso é:
puro humor ou puro horror?

(nada mais a dizer...)

Nuvens-mundo

                                                           Monte Saint-Michel-França
                                              Porto- Portugal
                                                             
                                                               Praia do Leblon - Brasil
                                                           
                                             Veneza - Itália
Coimbra - Portugal
Paris- França
Voo S.Paulo - Rio

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Poema do livro O riso do inverno

À sombra das marés

A luz é uma fronteira.
Casas de janelas e portas abertas.
Sonhar com os almoços em Guarapari.
A toalha branca sobre a mesa.
O aniversário das crianças.
Onde estão as crianças?
As casas pequeninas desapareceram.
Rua do Campinho.
Cada rua é uma porta.
Cada homem uma passagem.
A senha do dia:
um anjo passou por aqui.
A casa de número 113 está de pé.
A luz da lua inunda a grama.
Nas férias de verão caminhar.
Permanecer com os pés melados.
Areia e sal.
Deitar na rede da varanda
(casa de meus avós).
Ler Rubem Braga.
Ler Albert Camus.
Comer peixe frito e moqueca de siri.

(Um anjo escuta os meus pensamentos.)


domingo, 15 de dezembro de 2019

Momento de leitura e confraternização

                                                     Leitura do livro infantil  A coruja e o fogo 
                                                     e de alguns poemas do livro O riso do inverno
                                                                                                         
                                                                   Foto de Gilda Santos

                                                              Foto de José Eduardo Barros

                                                             
                                                              Rio, dezembro de 2019

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Hoje: 11.12.2019


A cidade amanheceu branca. Da janela da sala só pude ver a castanheira verde.
Tudo em torno estava branco de névoa. A chuva chegou lenta.
A notícia sobre a jovem Greta brilhou como o sol.
As ações dos jovens para proteger a natureza são a única saída.
Os homens do governo, aqui perto ou lá longe, se perdem em buracos escuros 
de dinheiro e mentiras.   

Somos todos Greta!

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Nota de final de ano:

Terminei mais um livro. Em breve, estará na editora para montagem 
e revisões finais.
A história da vinda de meus antepassados italianos para o Brasil
em 1877 é uma escrita de descobertas íntimas e sutis informações 
históricas com uma pitada de ficção.
Aguardem!



                                        Catedral de San Benedetto Po. Foto de 2018

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Bologna - Itália






Fotos de José Eduardo Barros, 2016

Nota:
               A elegante cidade de Bolonha nos agradou
              demais. Uma imensa biblioteca redonda, frequentada
              em diversas horas do dia pelos moradores, foi uma 
              surpresa inesquecível. A cidade velha é rodeada de arcos
              de tons rosados, onde os habitantes circulam misturados 
              aos turistas. 
                                         A bela Biblioteca de Bolonha participa da vida cultural
                                        da cidade, onde também se encontra a segunda
                                        universidade criada no mundo (1088).
                                        Porém, foi lá que foi usado o termo "Universitas"
                                        pela primeira vez.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Poema: Rio de Janeiro



Esta cidade tem um rosto
Onde me encontro
Por vezes nas ruas
Outras vezes junto ao mar
Rostos graves surgem
Ao redor de tudo
Pois tem gente com fome
E nem sabe escrever o nome
Nesta cidade de belezas tontas
De naturezas redondas
E de mulheres assassinadas
Tem gente “grande” e sabida
Que se envolve em falcatruas
Mas alguns rostos circulam
Alienados na dor
De não ter onde morar
A cidade de pés descalços
Onde a natureza pulsa e consome
Os dias e as noites desta gente
De vida (quase) vazia
Há os grandes e os pequeninos
Em seus mínimos detalhes
Nesta cidade Rio
De janeiro até dezembro:
Humildes ou humilhados
No mar lavam o rosto
Nas ruas catam comida
Na vida desta minha gente
o amor não morre, não!
...
(silêncio!)



Rio, 2 de dezembro de 2019



domingo, 1 de dezembro de 2019

Napoli, migliaia di sardine in piazza Dante cantano "Bella Ciao"


A música Bella Ciao tem história. A melodia foi usada para a canção que se tornou símbolo da Resistência Italiana contra o Fascismo!

A gravação acima foi realizada em Nápoles na Praça Dante em 30.11.2019


Assistimos o povo italiano em diversas cidades do país reagindo e se manifestando contra a política de Salvini.
Daqui do Brasil manifesto a minha solidariedade a este movimento e canto junto com eles; os que não querem o fascismo de volta.
Precisamos encontrar a nossa canção, aqui no Brasil, para que possamos nos manifestar contra o horror que sentimos com o que estamos vivendo com este governo de Extrema Direita, que tanto nos envergonha.